Em 2019, pela primeira vez na América Latina, uma exposição com mais de 100 obras do artista modernista Paul Klee (1879-1940), percorrerá três capitais brasileiras.

A mostra Paul Klee – Equilíbrio Instável foi especialmente preparada para o público brasileiro e contará com 16 pinturas, 39 papéis, 5 gravuras, 5 fantoches e 58 desenhos e objetos pessoais de Klee. O artista faria aniversário de nascimento na última terça-feira, 18 de dezembro.

No CCBB São Paulo, Paul Klee – Equilíbrio Instável tem abertura programada, para o público em 13 de fevereiro, permanecendo na cidade até 29 de abril. Depois, parte para o CCBB Rio de Janeiro, entre 15 de maio e 12 de agosto. No CCBB Belo Horizonte a mostra fica entre 28 de agosto e 18 de novembro.

A curadoria da exposição é de Fabienne Eggelhöfer, curadora chefe, diretora de exposições, acervo e pesquisa do Zentrum Paul Klee, de Berna, na Suíça, cidade onde o artista viveu.

Busto de uma criança, 1933 Zentrum Paul Klee, Bern

Suíço, filho de pai alemão, Klee transitou com notável desenvoltura por diversos estilos.  Experimentou o Cubismo, o expressionismo, o Construtivismo e o Surrealismo, mas ao mesmo tempo não cabe atribuir ao seu legado artístico nenhum estilo em particular. Seu trabalho único e o talento como desenhista permitiram a Klee alcançar uma expressão pictórica própria, reforçando seu papel central na história moderna da arte.

Olho Vermelho, 1939  Zentrum Paul Klee, Bern

Paul Klee estudou pintura e desenho em Munique, no final do século XIX, e conviveu com outros importantes artistas de sua época, dentre eles Wassily Kandinsky (1866-1944) e Pablo Picasso (1881-1973).  Além de exímio pintor, a partir de 1921 Klee lecionou na Bauhaus, berço do modernismo e a primeira escola de design do mundo.

O legado do artista, composto por mais de quatro mil obras, está hoje no Zentrum Paul Klee, museu construído em 2005 pelo Arquiteto Renzo Piano. O museu dedica-se à preservação, catalogação, difusão e pesquisa em torno da vida e obra do artista.

Harmonie der nördlichen Flora, 1927,  Zentrum Paul Klee, Bern, Schenkung Livia Klee

Paul Klee estudou pintura e desenho em Munique, no final do século XIX, e conviveu com outros importantes artistas de sua época, dentre eles Wassily Kandinsky (1866-1944) e Pablo Picasso (1881-1973).  Além de exímio pintor, a partir de 1921 Klee lecionou na Bauhaus, berço do modernismo e a primeira escola de design do mundo.

O legado do artista, composto por mais de quatro mil obras, está hoje no Zentrum Paul Klee, museu construído em 2005 pelo Arquiteto Renzo Piano. O museu dedica-se à preservação, catalogação, difusão e pesquisa em torno da vida e obra do artista.

A mostra Paul Klee – Equilíbrio Instável tem o patrocínio do Banco do Brasil e da BrasilSeg, uma empresa da BB Seguros. A iniciativa e a organização são da Expomus.

Serviço:

Exposição Paul Klee – Equilíbrio Instável   Centro Cultural Banco do Brasil – CCBB

Programação:

CCBB São Paulo: 13/02/2019 a 29/04/2019

CCBB Rio de Janeiro: 15/05/2019 a 12/08/2019

CCBB Belo Horizonte: 28/08/2019 a 18/11/2019