Para a programação cultural Toda Quinta e Muito MMMais…, o MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal – no Circuito Cultural Praça da Liberdade promove nesta quinta-feira, 29 de maio de 2014, às 19h30, em mais uma edição do Gentedaqui, um bate-papo com o diretor geral e artístico do Grupo Corpo, Paulo Pederneiras. Ao longo da conversa com o público, serão exibidos trechos de alguns espetáculos que refazem a trajetória de sucesso da companhia mineira de balé.

SITE MUSEU DAS MINAS E DO METAL Sem mim, do Grupo Corpo - por Sharen Bradford

Sem mim Foto: Sharen Bradford

SITE MUSEU DAS MINAS E DO METAL Triz, do Grupo Corpo - por Jose Luiz Pederneiras

Triz Foto: José Luiz Pederneiras

Fundado em 1975, em Belo Horizonte, o Grupo Corpo estreou no ano seguinte a sua primeira criação, Maria Maria. Com música original assinada por Milton Nascimento, roteiro de Fernando Brant e coreografia do argentino Oscar Araiz, o balé ficou seis anos em cartaz e percorreu 14 países. De 1976 a 1982, o Corpo montou outras seis coreografias assinadas por Rodrigo Pederneiras que, juntamente com Paulo Pederneiras, moldou a personalidade e as feições definitivas da companhia.

Hoje com 36 coreografias e mais de 2,2 mil apresentações, o Grupo Corpo mantém dez balés em repertório e faz uma média de 70 espetáculos anuais, apresentando-se em lugares tão distintos quanto a Islândia e a Coreia do Sul, Estados Unidos e Líbano, Itália e Cingapura, Holanda e Israel, França e Japão, Canadá e México. Atualmente, a companhia é referência no cenário da dança contemporânea brasileira e mundial.

Entre as principais montagens do Corpo, destaque para Missa do Orfanato (1989), 21 (1992), Nazareth (1993), Parabelo (1997), Benguelê (1998), O Corpo (2000), Santagustin (2002), Lecuona (2004), Ongotô (2005), Breu (2007), Ímã (2009), Sem Mim (2011) e Triz (2013). Uma das marcas do Grupo Corpo é a parceria com artistas para a composição da trilha sonora, como Uakti, José Miguel Wisnik, Caetano Veloso, Arnaldo Antunes, Tom Zé, João Bosco, Lenine, entre outros.

Paulo Pederneiras

Paulo Pederneiras2006foto: José Luiz Pederneiras

Paulo Pederneiras foto: José Luiz Pederneiras

Diretor geral e artístico da companhia, fundada por sua iniciativa há quase 40 anos, é também o responsável pela luz dos espetáculos e, desde Bach (1996), participa da criação dos cenários. Ao longo dos anos, o Grupo Corpo vem lidando com questões que envolvem principalmente o aprendizado e o domínio de uma linguagem. Sob a direção de Paulo, o grupo aposta no desconhecido, numa forma de saber e não saber, para chegar a uma dança sempre nova, sempre sua.

 Gentedaqui

O projeto Gentedaqui é um encontro mensal que leva ao MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal grupos e pessoas que têm uma estreita relação com a cultura de Belo Horizonte e de Minas Gerais. A proposta é possibilitar a interação entre os convidados e a plateia e valorizar iniciativas artístico-cidadãs muitas vezes desconhecidas do público.

A programação cultural Toda Quinta e Muito MMMais é realizada por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Rouanet), do Ministério da Cultura, com o patrocínio da Gerdau.

Serviço: 

Gentedaqui – Paulo Pederneiras, do Grupo Corpo

Data: 29 de abril de 2014, quinta-feira às 19h30

Local:  MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal

Endereço: Praça da Liberdade, s/n – Prédio Rosa

Tel.: 31 3516-7200 – www.mmgerdau.org.br

Compartilhe… Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone